Amigos

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

O SOL JÁ DÁ ADEUS!

Banhado em luz  o alpendre
dá  adeus ao sol  que se despede...
e debaixo da janela
magnólias soltam seus perfumes.
Mais algum tempo e aparece a
Estrela d'Alva trazendo esperanças
no  verão da noite...
Na melancolia de mais um dia findo
pensamentos errantes,
pretéritos quase que perfeitos.
Gira a roda do tempo
moendo sonhos e
transformando em pó
lembranças e destinos...
Os pássaros já descansam
em seus ninhos...
um manto  azul escuro cobre a terra
e eu ,
na varanda secular de um outro tempo
canto uma canção de outra era...

Lembro, então, do teu perfume Magnólia...
Do teu jeito delicado,
das luzes de seda com que vestias
as tuas pétalas macias.
Do  teu perfume intenso
e do teu porte sedutor,
com os quais enlouquecias
a brisa...assim que a noite
caía .
Quando  a lua apontava no céu,
sob a prata do luar
eras tu que resplandecias...
Bailavas suavemente ao som
da água da fonte
que ao teu lado fluía...
Eras só  um alumbramento,
pois em tua essência intuías,
 da  tua breve existência ...
Sendo  por certo a passagem,
de um momento  da POESIA...


Guaraciaba Perides

"Noite cheia de estrelas"  de  Cândido das Neves...cantando António Azambuja




Magnólia  é o teu nome 
Cognome Maravilha!

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

VOLTES SEMPRE!

Há sempre algum lugar de paz
ao som de passarinhos
Eu ligo a fonte p'ra te adormecer
Eu ponho um sonho bom na tua mente
E deixo-te feliz...eu te prometo...
Voltes sempre, mesmo que não seja agora
Pode ser , quem sabe, no século que vem...
Mas, é importante é ter em mente
que o teu compromisso é comigo
e mais ninguém.
As rosas que plantei desabrocharam
e estão ainda perfumadas no jardim
Quero colocar minha cabeça no teu colo
ao vento leve que sopra ao entardecer...
há flores no caminho , podes crer.
Podes vir a pé ou a cavalo,
pode ser também de trem ou bicicleta...
Quem sabe,possamos ultrapassar a
barreira do tempo que  nos  resta...
E assim, vestidos de astronautas ou camponeses,
de damas  ,cavalheiros ou acrobatas,
possamos reviver  outros momentos
como almas que se buscam eternamente.

Guaraciaba Perides




para almas que se amam eternamente...

sábado, 20 de janeiro de 2018

TENHO DITO

Não sei falar de coisas tristes
Não nasci com essa sintonia
Não gosto de ruídos dissonantes
à maravilhosa condição da vida.
Não  que eu não saiba
que existam sombras...
Mas prefiro saber da luz
que a projeta.
Pois sei que em todo tempo
essa luta sem fim
é o que nos resta...
Prefiro fazer do Sonho a minha companhia
Fazer da Fé o meu lugar sagrado
Cantar uma canção que traga alento
E nem que seja  em  canto, encontro
O Sim  da Alegria!
Eu sei de todo ódio que existe pelo mundo
Da guerra que voraz, corrói  entranhas...
no afã de destruir tudo que é belo.
Mas sei, também, que o Tempo não se cansa
e na mão do Divino se protege...e
apoiado nos sonhos   refaz e reconstrói
a Esperança!
As primaveras se sucedem em flores e perfumes,
afastando os  fétidos odores dos caminhos...
O Sol brilha para sempre...a Lua resplandece
e a  Aurora boreal  em  luzes faz a festa!
E no seio da Vida
O   Amor se estabelece.
Estabelece!

 Guaraciaba Perides
Importante ouvir  Vinicius para  temperar o "Tenho  dito" 

No contraponto desta reflexão , pois que nem tudo é festa
às vezes é preciso de um pouco de melancolia ou de
saudade , pelo menos pra fazer uma canção...
Samba da Benção de Vinicius de Moraes
Sua benção Vinicius!



"é melhor ser alegre que ser triste, a alegria é a melhor coisa que existe..."


sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Shostakovich plays Shostakovich - Prelude and Fugue No.24 -PRELUDE E FUGA




Em acordes graves
alaridos de uma mente inquieta...
buscando o sonho de um amor que lhe escapa
na ronda noturna de um outro tempo.
Notas agudas trazem-lhe o alento
que faz pulsar no peito
a ansiedade de encontrar
no sonhos o bem querer
daquela que  ele preza com afeto...

- Chega a bailarina e quase como em voo
alça os braços e gira leve como em rodopio...
e entre  tantos bailados faz-se a festa!

O grave do sonho manifesta a passos lentos
a suntuosidade de um destino...

Como no ar repousa o outro sonho
girando como um catavento...
A doce bailarina se intimida
e tules esvoaçam ao breve respiro de seu  palpitar...

O grave tom encontra a plenitude
quando se une à doce melodia
Faz-se o enlevo amoroso do encontro
sonhos do querer eterno.

Sons e sons  se casam em harmonia...
correm como grãos de areia movidos pelo vento,
soprando como brisa mansa do jardim,
doces como flor n a primavera,
perfumes de fruta no pomar...


De mãos dadas e corações valentes
entoam um dueto quase alegre
que correm como fios de água na janela
e se unem como gotas cristalinas
molhando as frontes dos Enamorados.

Guaraciaba  Perides

ouvindo esta música escrevi estes versos.
 viajei nos sonhos dos sons...

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

A DIALÉTICA DA ROSA

A brisa perfumada em campos roseirais
A lua brilha em seu fulgor fosforescente
passeando por caminhos sinuosos do jardim.
Eu, presente em alma penetro pelos
meandros da paisagem,
e entre  as flores e  lua,
contemplo-me a sorrir
como um contraponto
de mim mesma...
Afinal...que faço aqui?
no meu próprio sonho
ou no sonho de alguém?
Já não estou no tempo,
não me corroem mágoas
e sinto-me abstrata...
Só possuo a aragem perfumada

que  me penetra o ser como alimento.
Entre as companheiras flores pairo
acima do cenário,
por sentir que  de alguma forma
a seiva que corre em meu corpo
é que me traz o perfume que exalo...
A lua brilha um  pouco mais translúcida
por entre nuvens delicadas.
Estou aqui, no tempo do perfume
e  sei que, fora do tempo, sou apenas uma,
das rosas companheiras, apenas pensamento,
que me permite ser
obra conceitual
de Deus.
A aragem nos beija delicadamente
e nossos braços rendem-se agradecidos.
Reverenciamos a lua,
reverenciamos a brisa,
reverenciamos o nosso estar no mundo
...neste espaço de luz , neste momento.

afinal...o que pensam as rosas?

Guaraciaba  Perides


quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

O FIM E O RECOMEÇO

o fim é o recomeço
Assim tão simples.
Sem o intervalo...
Em cada parte
o mundo se reparte.
O sol  se põe no horizonte
e  em outro horizonte
já renasce
continuadamente...
E sendo assim em um
continuum de experiências
se estabelecem infinitos fins
que o reduzem a infinitos
recomeços...
O que brindamos então?
A  completa viagem
da Terra que circula o Sol.
Maestro responsável pela
vida no planeta que aparece
e reaparece
no tempo que flui continuamente...
Brindemos, então, o instante mágico
da Vida,
seja aqui, ali  ou acolá,
porque ,em verdade , estamos
saudando a magia do viver
eternamente...
Os planos que se fazem
são planos dos seus sonhos,
daquilo que no tempo ainda
não deu tempo...
mas, que na Estradado Sol,
o recomeço lhe dará o que precisa:
a Vida como prêmio!
Nas luzes do amanhã
Que brilhem  entre os fogos outras luzes,
imitações das graças que esperamos...
E nas flores que lançarmos ao mar
revelem-se os anseios mais profundos...
Nas místicas orações que se celebrem
O Divino em nós,
restabelecendo a  Esperança
de que  em toda parte e   em
todos recomeços,
Amor e Paz  eternos viverão.


Guaraciaba Perides


Fred  Martins   canta "novamente"...versão do amor fluindo ao longo do tempo



Na imagem da flor  chamada sempre -viva a nossa esperança do recomeço...
Feliz 2018!

sábado, 16 de dezembro de 2017

A LUZ EM EXPANSÃO

Havia uma criança
Havia uma  criança e sua  mãe
Uma  criança, sua mãe e o
mundo que existia...
Aquele mundo recriado na matéria
onde tudo era possível de ser
e de escolher...
Na  escola de mistérios inserida
onde a luz e a treva se enfrentam
onde o bem e o mal entram em combate..
E na voragem de um tempo incontido
definem-se os valores que norteiam
e se expandem em luz ao infinito.
Havia uma Criança
Uma Criança e sua Mãe
E os laços que uniam suas  Almas
eram os santos sentimentos de um
Amor Divino explicitado em beleza pura...
O resto da paisagem era o cenário
onde brilhavam estrelas
e comoviam almas,
que assombravam os homens
e encantavam os anjos!

Guaraciaba Perides


A cantora Fortuna acompanhada dos monges beneditinos do mosteiro de São Bento em São Paulo




                                         MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO

FELIZ   NATAL!