Amigos

terça-feira, 18 de julho de 2017

ROSAS E LAVANDAS

Rosas e lavandas...lavandas e rosas
Perfumes de outros dias,
idos e vividos.
memórias de guardados ...
Nos campos de lavandas,
perfumes pelo ar.
O céu faz a moldura 
das flores maravilhas...
Nos campos dos rosais
multiplicam-se as belas
Na essência, que divina,
distribui  afetos revelando amores.
Lavandas e rosas, rosas e lavandas.
Tempos de sonho onde a eternidade
brinca de viver...
A Dama do castelo sonha o amanhecer
enquanto  a  Camponesa bela
canta o  por do sol,
e quando a lua chega, no céu
cheio de estrelas,
perfumes de Lavanda, suaves
como em sonho,
despertam nas roseiras
fragâncias de outras eras...
A rosa vermelha enlaça a rosa branca
encostam suas folhas delicadamente
dançando ao som da brisa que
passa ternamente.
Os campos de lavandas murmuram
uma canção,
costurando a brisa entre seus perfumes...
Passa o  Poeta pela estrada adiante,
mira no mistério da beleza rara,
e à luz da lua , toca um bandolim.
Lavandas e rosas, rosas e lavandas,
são essências puras,
natureza mansa de muitas lembranças
que perpassam o tempo 
de outra realidade.
Memórias de guardados...

Guaraciaba Perides

Campos de lavanda   ( imagem da internet)


Roseiral    (imagem da Internet)
Ao som do Bandolim

Lavandas e rosas para embalar nossos sonhos...desde sempre e eternamente...

sábado, 8 de julho de 2017

A VIDA É UM SONHO .... de Calderón de La Barca (escritor espanhol 1600 - 1681)

Na  Comédia estreada em 1635, Calderón de La Barca escreve o famoso monólogo do Príncipe Segismundo, uma das mais belas páginas da literatura.  A Vida é um Sonho:

1-
É certo, então reprimamos
Esta fera condição.
Esta fúria, esta ambição,
pois pode ser que sonhemos;
e o faremos, pois estamos
em um mundo tão singular
que o viver é só sonhar
e a vida ao fim nos imponha
que o homem que vive sonha
o que é , até despertar.

2-
Sonha o rei que é rei, e segue
com esse engano mandando,
resolvendo e governando.
E os aplausos que recebe,
vazios , no vento escreve
e em cinzas sua sorte
a morte talha de um corte.
E há quem queira reinar
vendo que há de despertar
no negro sonho da morte?

3-
Sonha o rico a sua riqueza
que trabalhos lhe oferece;
sonha o pobre que padece
sua miséria e pobreza;
sonha o que o triunfo preza,
sonha o que luta e  pretende
sonha o que agrava e ofende
e no mundo, em conclusão,
todos sonham o que são,
no entanto ninguém entende.

4-
Eu sonho que estou aqui
de correntes carregado
e sonhei que em outro estado
mais lisonjeiro me vi.
Que é a vida ? um frenesi
Que é a vida? uma ilusão;
uma sombra, uma ficção;
O maior bem é tristonho
porque toda a vida é um sonho
e os sonhos, sonhos  são.

...............................................................................





"Morrer, dormir, dormir talvez sonhar ..." William Shakespeare